sábado, 6 de setembro de 2014

PRATIQUE O NÃO!


PRATIQUE O  NÃO!

  Ela decidiu que ninguém a usaria mais. Acordou decidida à praticar o NÃO. Foi aos poucos treinando, meio que sem graça, no espelho de seu quarto.

  Certo dia, ela lançou fora seu primeiro NÃO... Foi quase uma violação de seus princípios, algo como usar drogas escondido de seus pais... Ela não soube explicar o que sentira... Achou que era a pior pessoa do mundo e na expectativa de uma resposta ao seu ato... Se viu ansiosa.

  Bom, a reação foi a melhor possível: DESPREZO. (Sim! A Melhor! Porque à partir daí, muita coisa mudara)

  Ela, então, começou a enxergar a vida como ela é. Saiu por aí dizendo vários “NÃO(s)”. E foi se amando e querendo cada vez mais se sentir assim.
Em consequência, foi percebendo que as pessoas não gostavam dela e sim do seu “SIM”!

  Com esta prática, perdeu uma porcentagem considerável de seus “amigos”...  Ela notou que pessoas, das quais nunca imaginara, não fariam por ela o que ela faria por eles. Mas, percebeu também,  que alguns colegas a respeitavam e adoravam ouvir seus “NÃO(s)”, sabendo exatamente como arrancar-lhe um “SIM”... Colegas estes, que se transformaram em amigos.

  Daí em diante ela nunca mais parou de dizer NÃO! E viveu feliz até o dia seguinte..! 

______________________________________________________________

O  “NÃO” é pra os interesseiros como veneno e para os amigos como adubo.




sexta-feira, 11 de novembro de 2011

5 X 50 Primaveras



5 X 50 Primaveras


Após 5 longas primaveras, só agora pude enxergá-lo...
Sim!!! Porque antes, só podia vê-lo!!!
Ah, que coisa mais nojenta você é...
Pude perceber o que é você!!!

Não diria que me arruinou...
Não diria isso!
Você me presenteou com o melhor do mundo!
Ah, eu não diria isso!

5... 5.... 5....
Foram 5 primaveras...
Para que eu pudesse notá-lo!
Quão sutil foi você...

Um dia...
Depois de 50 primaveras...
A melhor coisa do mundo, vai ser para você...
A única alternativa...
Você vai ver...

As flores vão muchar, baby!!!!!

segunda-feira, 25 de julho de 2011

Amy Winehouse


Uma morte anunciada e comentários do tipo: Um talento que se foi!

Talento temos nós, que com nosso mínimo salário pagamos aluguel, contas e ainda levamos nossos filhos ao shopping.
Que, mesmo que quizessemos, não teríamos tempo para uma "onda"...
Não que não usemos droga, afinal de contas assistimos a programação da tv brasileira!

Ainda bem que a porcentagem de garotas com cabelos idiotas e fumando crack (dentre outras) pelas ruas, agora vai diminuir!

sábado, 5 de março de 2011

Não leve a vida tão a sério!



Atos casuais, amores anormais, gestos imorais;
Sonhos, lutas, conquistas;
Editoriais de revistas.

Felicidade!!!!

Deixe-se levar...
E, não leve a vida tão a sério!!!!

Aceite-se!
Recrie-se!
Faça, sem limites, o MELHOR!!!

Conheça pessoas;
E se deixe conhecer!

Não leve a vida tão a sério!!!
E se for preciso, sei lá:
Pule Carnaval!

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Mariazinha começa a aprender.


Liberdade pra dentro da cabeça.

Livre!
Sem sintoma de amor, remorso ou dor.
Sem paixão, sem choro, sem vela.
Apenas livre.
Livre de você!!!!

Livre para práticas casuais.
Livre para sentimentos manuais.
Livre sem pudor!
Sem amor...

Mariazinha agora sabe...
O desconhecido é MUITO melhor!
Acomodada não é mais.

Mariazinha começa a aprender.
Ela sabe que basta escolher.

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Mariazinha não aprende.


Viu só, Mariazinha? I Told You...

O medo do improvável, do desconhecido, do novo, do caminho....
O medo do ser, respirar, amar...
O medo...

Eu te disse...
O medo do desconhecido é o pior dos males.
O passado... Ah! O passado. Só faz falta quando temos medo!
Mariazinha não aprende.

Não é porque é desconhecido, que será ruim.
O desconhecido pode ser melhor que o hoje e o ontem.
Nada é insubstituível.

Se entregue!!!!!!!!
Mariazinha tenta entender....

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011